.

O Deus judaico-cristão, encarnado no homem Jesus Cristo há mais de 2.000 anos, pode dizer algo às mulheres desta geração?

.

Os teólogos já o disseram: muitas mulheres iniciaram o êxodo das igrejas, antes do despertar feminista, que nos fez tomar consciência da transmissão de um “Deus” que parece patriarcal, que permitiu o silêncio e a invisibilidade de nós mulheres; de nosso pensamento, ações e contribuição ao longo de toda a história da salvação e até os dias atuais.

.

Nós teólogos e mais ainda, homens e mulheres que abraçaram o feminismo como um sinal dos tempos, pensamos que Deus nunca foi patriarcal, que é possível retirar aquele véu colocado por uma tradição hierárquico-androcêntrica, para fazer mais justiça ao mistério que é Deus.

.

Entonces, necesitamos más bien volver a mirarle con los lentes del feminismo y así, descubrirle nuevo - nueva, con nuevos lenguajes, perspectivas, experiencias espirituales y siendo, sobre todo, signo de esperanza, liberación y sanación para todo el linaje femenino, es decir , desde la teología feminista no sólo queremos ser palabra para esta generación, sino también justicia y liberación para el caminar y las luchas de tantas grandes mujeres profundamente creyentes, que fueron y siguen siendo un aporte para la vivencia de la fe de los y las creyentes de hoje.

.